5 maneiras de contribuir com uma comunidade durante a sua viagem

Viajando com propósito


Nossos destinos de viagem nos dão muitos presentes — desde memórias inesquecíveis que criamos, lições que aprendemos, fotos que tiramos e principalmente, as amizades que formamos.


Através de pontos turísticos, dos aromas hipnotizantes, dos sons e culturas, nós viajantes nos beneficiamos destas experiências de inúmeras maneiras.


Você já pensou em algum momento de retribuir de forma positiva às comunidades que nos dão experiências tão positivas? Se você ainda não pensou nisso, talvez possamos lhe ajudar...

Aqui estão cinco maneiras de contribuir com desenvolvimento de uma comunidade durante a viagem:

· Faça a lição de casa sobre negócios locais de seu destino turístico.

· Seja consciente e sustentável.

· Aprenda com a comunidade

· Desacelere — e olhe ao redor.

· Espalhe bons exemplos.


O ultimo dos tropeiros do norte de minas gerais
Cris ao lado do último dos tropeiros de Serranópolis de Minas - Foto San Doyama - Viagem Kombinada.


01 - Faça a lição de casa sobre negócios locais de seu destino turístico.

Sua aventura começa muito antes de chegar ao destino.


Assim como você se esforça para identificar os melhores preços de passagens, certifique-se de reservar algum tempo para pesquisar os hotéis, pousadas, empresas, operadores turísticos e atividades locais.


Uma das melhores maneiras de contribuir positivamente para os lugares que você visita é garantir que o dinheiro que você traz fique e beneficie diretamente a comunidade.


Dê preferência e incentive o Turismo Sustentável de Base Comunitária.


02 - Seja consciente e sustentável.

Mostre respeito aos moradores, tome iniciativa e vivencie de forma consciente e sustentável a cultura local, as tradições, a gastronomia, os recursos naturais.


Informe-se previamente e vivencie nestas comunidades, os costumes, a cultura e as tradições locais e regionais. E acima de tudo tenha muito respeito. Ao fotografar pessoas locais, sempre peça permissão antes de tirar a foto — e depois sempre que possível mostre-a e ofereça-lhes uma cópia, mesmo que por e-mail.


Coloque suas expectativas ou suposições de lado, sente-se com as pessoas locais e ouça suas histórias. Não imponha a sua cultura, adquira conhecimentos novos.


Esteja atento ao seu consumo de água e eletricidade, especialmente se você estiver viajando em áreas afetadas pela seca e com recursos limitados. Como convidado em sua comunidade, você pode contribuir com o consumo consciente e sem desperdícios.

03 - Aprenda com a comunidade.

Esteja ciente, você escolheu o destino.


Assim sendo, estar consciente de que os lugares que visitamos, muitas vezes apresentam fragilidades e problemas que à primeira vista não estão visíveis, é ponto chave para uma melhor experiência positiva.


Observe as fragilidades, mas sempre foque no positivo, a comunidade e as pessoas que nela moram têm conhecimento, pontos fortes e habilidades e é através dela que irão superar as dificuldades.


Assim, ao invés de assumir que você precisa ajudar, lembre-se que você sempre tem muito a aprender e compartilhar. Mantenha-se humilde e aberto a trocar ideias, habilidades, histórias e, claro, risadas. Às vezes, a melhor forma de ajudar é permanecer aberto a receber.


04 - Desacelere — e olhe ao redor.

Se sua prioridade é acumular "likes" e você estiver muito ocupado tentando buscar a atenção em suas redes sociais, você provavelmente perderá descobertas orgânicas e experiências autênticas.


Registre e tire fotos de suas aventuras. Mas lembre-se, deixe um pouco seu telefone e câmera de lado e olhe ao redor.


Veja a cena. Observe. Conecte-se com as pessoas na sua frente e com o ambiente ao seu redor — elas são muito mais do que um “post legal naquela rede social famosa” ou troféus fotográficos!


Interagir com os moradores pode abrir as portas para oportunidades inesperadas de contribuir com a comunidade local.


Talvez alguém que você encontrar vai apontar você na direção de um artesão que você poderá fazer uma aula com ou um chef que pode ensiná-lo a cozinhar pratos regionais. Ou talvez um morador local possa apresentá-lo a uma organização que precisa de voluntários ou um músico tocando música tradicional.


Vá devagar. Sorria com frequência. E fique aberto às possibilidades. Se você está correndo por aí com seu rosto enterrado em seu telefone, você certamente perderá uma infinidade de oportunidades para retribuir.


05 - Espalhe bons exemplos.

Se você identificar organizações comunitárias, empresas, atividades e indivíduos para apoiar, espalhe a notícia.


Crie uma lista de empresas locais, artesãos, guias e organizações — em seguida, publique-as em seu site, mídia social ou newsletter.


Entreviste pessoas locais e apresente-as nas suas redes sociais. Compartilhe histórias sobre os lugares, pessoas, tradições e experiências que te impactaram em sua aventura.


Nós, “os viajantes” muitas vezes dependemos de recomendações daqueles que foram antes de nós. Então, quando voltar para casa, você tem a chance de contribuir positivamente para comunidades que lhe deram muito mais do que memórias.


142 visualizações